Workshop de danças circulares

31/07/2019

Sesc Thermas promove workshop de danças circulares neste sábado

Prática acontece no bosque, das 10h às 12h e das 14h às 17h. Inscrições gratuitas na Central de Atendimento.

Mais do que movimentos corporais, as danças circulares oportunizam o encontro com a cultura de vários povos em um espaço de cooperação mútua e desenvolvimento da consciência corporal. Com o intuito de trabalhar a fundo tais conceitos, o Sesc Thermas de Presidente Prudente recebe neste sábado (3), às 11h e às 14h, Cristine Christofoli para um workshop de ‘Danças circulares’.

A educadora de atividades físico-esportivas do Sesc Campinas instiga os participantes a ampliarem e aprofundarem o olhar sobre as danças circulares, prática que desperta a autoconfiança, além de incentivar a cooperação entre as pessoas.

Ela traz conteúdo teórico e prático para a realização de dinâmicas com grupos a partir das danças de roda, por meio das quais, de mãos dadas, pode-se vivenciar um processo lúdico de autodescoberta.

Para Cristine, a vivência, que acontece no bosque, funciona como uma medida ativa ao passo que trabalha o encontro do participante com ele mesmo e a interação com o outro. “Nós costumamos dizer que as danças circulares trabalham o corpo, a mente e a alma”, observa.

Interessou-se, mas não sabe dançar? Não tem problema. As danças circulares são simples e de fácil aprendizado, não exigindo experiência anterior. “Chega um momento em que as pessoas não pensam mais no passo. Elas conseguem se desconectar dessa pressão de fazer determinado movimento, tornando a prática algo prazeroso”, comenta Aline Uehara, educadora de atividades físico-esportivas do Sesc Thermas de Presidente Prudente.

O objetivo do workshop, que conta com vagas limitadas e inscrições gratuitas na Central de Atendimento, é fazer com que os participantes tenham a base para trabalhar com as danças circulares em grupos, nas mais diversas áreas, como uma ferramenta de trabalho.

Na ocasião, serão apresentadas aos participantes danças folclóricas, contemporâneas, tradicionais, meditativas, dentre outras. “Nós vamos fornecer um material diverso para que as pessoas desenvolvam a atividade e difundam essa experiência que, em nossa região, não é tão comum”, complementa Aline.

Breve história   

Não é possível determinar a data em que as danças circulares surgiram. Ela fez e faz parte da cultura de diversos povos, localizados nas mais diversas áreas do globo e tempos históricos.

O grande destaque para essa prática é o alemão/polonês Bernhard Wosien quando, em 1976, visitou a Comunidade de Findhorn, no norte da Escócia, e pôde ensinar, pela primeira vez, uma coletânea de danças folclóricas para os residentes. A partir daí, voltou seus estudos para a modalidade.

Em 1983, através de Sarah Marriot – moradora de Findhorn – a prática chega ao Brasil, na comunidade de Nazaré Paulista, onde ficou por 12 anos. Onze anos depois, em 1994, após ir para Findhorn, Renata Ramos, sócia da TRIOM Editora e Centro de Estudos, começa a ministrar cursos no Brasil.

A disseminação das danças em território nacional acontece em 1995, através da l Clínica de Jogos Cooperativos.

SERVIÇO

O Sesc Thermas fica na Rua Alberto Peters, 111, no Jardim das Rosas, em Presidente Prudente. O telefone para mais informações é o (18) 3226-0400 e a programação completa da unidade está disponível em sescsp.org.br/prudente.

Workshop – Danças circulares

Dia 3, sábado, das 10h às 12h e das 14h às 17h. Grátis.

No Bosque.

Classificação etária: 16 anos.

Vagas limitadas. Inscrições gratuitas na Central de Atendimento.