VEM informa dois casos negativos para suspeita do sarampo; seis aguardam resultados

12/08/2019

 

 

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), por meio da Vigilância Epidemiológica Municipal (VEM) de Presidente Prudente, informa que os resultados de dois pacientes deram negativos para sarampo, ou seja, foram descartados.  

De acordo com enfermeira da VEM, Marília Wittica Pinheiro, o órgão recebeu a notificação de mais quatro casos suspeitos para sarampo, que estão em investigação. Assim, além de dois remanescentes e com os novos, seis casos aguardam resultados.

Em relação aos casos suspeitos, segundo a enfermeira da VEM, “foi feito o bloqueio vacinal abrangendo todas as pessoas que tiveram contato [casa, trabalho, familiares, escola], ou seja, que conviveram no período de transmissibilidade que é de dez dias, sendo cinco dias anterior ao exantema [vermelhidão na pele] e cinco dias depois”. 

A respeito da vacinação para prevenção do sarampo, a VEM informa que está com doses em todas as salas de vacina de Prudente.

“Não temos uma estimativa de quantas pessoas precisem receber a vacina, por isso a importância de procurarem as unidades de saúde para verificação da carteira de vacina, se está de acordo com o recomendado para cada idade”, detalha a enfermeira.

Atualmente, a rotina de vacinação do sarampo segue da seguinte forma: a primeira dose da vacina tríplice viral (sarampo-rubéola-caxumba) é dada aos 12 meses de vida. Já a segunda dose, aos 15 meses. “É importante o responsável atualizar caderneta de vacinação da criança”.

 

Imunização Tríplice Viral – No caso das pessoas com até 29 anos de idade, a recomendação é de duas doses.  Já as pessoas a partir dos 30 anos e até os 59 anos de idade (nascidos a partir 1960), a recomendação é de apenas uma dose, ou seja, aqueles que já tomaram uma dose na infância estão imunizados.