SAS e Defesa Civil realizam ação para proteger pessoas em situação de rua

01/08/2019

 

Na noite desta quarta-feira (31/07), o Serviço Especializado de Abordagem Social da Secretaria de Assistência Social e agentes da Defesa Civil Municipal estão reforçando as ações de ajuda humanitária para as camadas mais vulneráveis da população, objetivando proteger pessoas em situação de rua.

A Defesa Civil de Presidente Prudente recebeu alerta da Casa Militar pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, através do Núcleo de Gerenciamento de Emergência, que nesta sexta-feira (02/08) uma frente fria se aproxima e causará chuvas em grande parte do Estado, causando queda significativa nas temperaturas, com pico no domingo (04/08) com uma mínima prevista em Presidente Prudente de 5ºC e máxima de 20ºC.

“Desta forma, recebemos a recomendação de apoiar o trabalho realizado pela Secretaria de Assistência Social junto às pessoas em situação de rua”, informou o Coordenador Municipal de Proteção e Defesa Civil Renato Gouvea.

O trabalho realizado na noite de ontem também contou com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde, por meio do SAME (Serviço de Atendimento Móvel de Emergência), que realizou a remoção de uma pessoa abordada pelas equipes que precisava de atendimento médico, entre outros trabalhos de assistência. Também foi realizado o cadastro e orientações sobre os serviços oferecidos no Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua, localizado na Rua Siqueira Campos, 1068.

Gouvea ressalta que a Defesa Civil realiza ações preventivas, de socorro, assistenciais e reconstrutivas destinadas a evitar ou minimizar riscos e manter o bem estar da população, desta forma estamos articulados com os demais órgãos públicos e voluntários para criar uma Rede de Proteção e Defesa Civil em Presidente Prudente. Conforme a secretaria da SAS, Fabiana Sales Macedo, esse tipo de abordagem é muito importante, a intervenção é uma tentativa de conscientizar esses moradores de rua, para deixarem essa situação, por conta das condições higiene, insalubridade e drogadição.